Três coisas que todo agente social cristão precisa fazer para evitar chegar ao fundo do poço

Reconhecer
Só chegaremos a um plano de prevenção que nos ajude a respeitar nossos limites, se conhecermos a nós mesmos e reconhecermos nossas limitações. É essencial conhecer nossos pontos fortes e fracos e depois aprender a gerenciá-los. E isso significa avaliar todos os aspectos da sua vida, não apenas o que se refere ao trabalho. Para muitos isso pode significar procurar a ajuda de alguém mais experiente, mais sábio. Há também testes de personalidade que podem ser ferramentas úteis para uma maiorcompreensão da forma como nós reagimos aos desafios da vida. Veja em www.maosdadas.org algumas indicações de testes.

Reconectar
Jesus nos ensinou muitas vezes que toda a sua missão estava subordinada a algo mais importante: sua amizade, seu relacionamento com o Pai. Ele investia muito do seu tempo para ficar a sós com Deus. Além disso, Jesus nos convida a aceitar apenas o fardo que ele colocar sobreJ as nossas costas, prometendo que o seu jugo será suave e que o seu fardo será leve. Aceitamos uma carga maior do que a que podemos agüentar porque, ao contrário de Jesus, nem sempre somos mansos e humildes de coração. Essa falta de humildade  nos leva a pensar  que  estamos  sozinhos. Até Elias, o grande  profeta, se sentiu sozinho. Mas a resposta de Deus foi: além de você, há 7 mil pessoas que não se curvaram a Baal! Procure ativamente pessoas que têm os mesmos sonhos eideais que você, ainda que isso signifique buscar interação em uma comunidade virtual  ou se corresponder com alguém. Nós, de Mãos Dadas, podemos ajudar nisso.

Recarregar a Bateria

Existem muitas formas de nos restaurar, de nos refazer para o trabalho, e a maioria delas não exigem que gastemos dinheiro. Entre outras, podemos citar atividade física, alimentação equilibrada, sono de qualidade, envolvimento em atividades prazerosas como ouvir música, assistir filme, ler um livro, fazer artesanato, gastar tempo com a família e amigos. As pessoas mais propensas à síndrome burnout fazem do trabalho toda a sua vida. Levar a sério o descanso é um dos Dez Mandamentos. Divirta-se — é uma obrigação sua!

"Trabalho é divino, é muito bom, mas o trabalho em excesso é pecado, é cuspir no muito bom de Deus."
José Cássio Martins, pastor presbiteriano e psicólogo, membro do Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos (CPPC).

 

voltar